Os registros atualizados da estação meteorológica já estão disponíveis..

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Análise - Novembro 2010

O mês que termina hoje tem um déficit pluviométrico grande no oeste do estado.O que a um ano era um problema e causava prejuízos agora faz falta e também traz prejuízos.
O pouco avanço de sistema frontal devido a um centro de alta pressão anômalono Atlântico diminuiu os ingressos de ar frio e as chuvas que ficaram restritas a temporais de verão e a centro de baixa pressão atmosférica.
O novembro teve um episódio marcantes de chuva de granizo que chegou a acumular mais de 60cm no norte do estado.No mesmo dia dos temporais de granizo chuva torrencial trouxe mais 200mm de chuva em 3h no sul do estado.
A máxima em São Gabriel foi de 35ºC no dia 7 e 27 de novembro, com destaque para a baixa umidade que chegou aos 15% na cidade no último sábado.

A chuva no estado teve locais como Vacaria com 204mm e Pedro Osório com 252mm e outros como São Gabriel com 12mm e Bagé com 4mm.


Anomalia de chuva e precipitação acumulada em novembro


Granizo na Serra dia 15 de novembro

A exatemente um ano uma intensa frente fria (foto abaixo de Marcelo Ribeiro) avançava sobre o RS, trazendo mais chuva torrencial e acumualado de 68mm, sendo 40mm em apenas uma hora agravando ainda mais o cenário de enchentes que tomou conta do estado ano passado devido ao fenômeno El Niño.

Foto de Marcelo Ribeiro mostra nuvem-arco iluminada pelo raios


*São Gabriel

09/11..........................12,5mm
25/11............................1,2mm
Total..................13,7mm
Média..............158,4mm
Anomalia........-144,7mm


*Vila Nova do Sul

24/11............................8,0mm
25/11..........................15,0mm
Total.................23,0mm
Média..............161,0mm
Anomalia.......-138,0mm


*Santa Margarida do Sul

25/11........................15,0mm
Total................15,0mm
Média............160,0mm
Anomalia......-145,0mm

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Frente fria passa e calor retorna

Após a passagem de uma frente fria que trouxe garoa para São Gabriel, chuva de 36mm para Erechim e granizo em Portão, Garibaldi, Farroupilha, Gramado, Boqueirão do Leão e Flores da Cunha. O sol volta a aparecer mesmo entre nuvens em grande parte das regiões.
Mas a tempertaura sobe e a umidade mais alta gera grande sensação de abafamento, não se comparando com os 35,1ºC e a umidade de menos de 20% no sábado aqui em São Gabriel.

Frente trouxe garoa e nuvens lenticulares para São Gabriel

Para o resto da semana existe o forte aquecimento de sexta que pode trazer máximas de 35ºC a 38ºC para São Gabriel e para cidades do oeste, não podendo descartar 39ºC a 40ºC.
Mas a chuva retorna na madrugada de sábado com áreas de menor pressão atmosférica e com a passagem de uma frente fria pelo mar.
Os índices de instabilidade não permitem descartar chance chuva forte com temporal de granizo, principalmente na região de Uuguaiana, noroeste do estado,oeste catarinense, Paraguai e norte argentino.
Os modelos chegam a indicar de 10mm a 25mm para São Gabriel e região o que já ajudaria o campo que necessita de chuva.Mas no norte do estado existe a chance de até 100mm em alguns pontos, mas no geral a chuva deve variar de 30mm a 70mm.A chuva deve atingir praticamente todo estado, um área que vai desde Bagé, Rio Grande e o extremo sul a chuva deve ser menor e irregular.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Calor, frente fria e depois mais calor

A temperatura sobe nesta sexta e no domingo ultrapassando os 30ºC e podendo chegar aos 34ºC.O calor antecede a chegada de um sistema frontal que pode trazer no máximo chuva localizada na Campanha Gaúcha.No nordete do estado se esperam os maiores acumulados de até 40mm.
Os modelos indicam indices de instabilidade baixos no Paraguai, oeste do Paraná, Santa Catarina e norte do RS.Não permitindo descartar chance de granizo e temporais fortes.
Após a passagem da frente a tempertura cai para os 26ºc, mas a mínima não baixa dos 14ºC.Ao longo da semana o centro de alta se afasta e a temperatura sobe, principalmente apartir de quarta quando já chega aos 30ºC com pico de até 35ºC na sexta-feira aqui na região.
Quanto a perspectiva de chuva para a próxima semana ela deve variar de 0mm a 5mm, sem descartar algumas pancadas localizadas que poderam acumular.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Chuva cessa e sol reaparece

A chuva causada por uma baixa que deu origem a uma frente fria trouxe alívio em grande parte do estado.Retirando áreas do norte (região de Iraí), Bagé e Chuí a chuva atingiu todo estado.Em São Gabriel como foi adiantado no último post registrou garoa durante a tarde de ontem e a chuva totalizou 1,2mm.
Após a chuva ar mais seco associado a um centro de alta pressão garante o sol no inteiror do RS, apenas com variação de nuvens.Permitindo a ascenssão de temperaturas entorno dos 30ºC.
A temperatura deve subir no decorrer do fim de semana e alguns modelos chegam a sugerir o retorno da chuva.

Mapa da Chuva no RS

Em Ana Rech interior de Caxias um morador registrou a chegada de nuvens pesadas, mas ao contrário do chegou a ser comentado na RBS TV foi apenas um desfilamento de um aparente nuvem-arco.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Centro de baixa traz chuva forte localizada para o RS

Áreas de instabilidade associadas a um centro de baixa e a um cavado avançaram ontem da Argentina para o RS trazendo chuva localmente forte em áreas do centro do estado.No norte do estado a chuva ficou por volta dos 15mm.
Na Campanha os maiores acumulados ficaram nos 8mm em Uruguaiana e Vila Nova do Sul e São Gabriel teve 1mm.A chuva já é um alento para o déficit pluviométrico e devido a instabilidade que predomina no RS ainda pode chover em forma da pancadas na Campanha, pode chover mais forte no sul do estado na região de Canguçu e o risco de temporais com granizo no norte do RS e centro do Paraná e de Santa Catarina.


Detecção de descargas elétricas e hidroestimador de precipitação no começo da manhã de hoje



Chuva acumulada nas Estações do INMET

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Semana dividirá o RS : chuva no norte e seca no sul

Instabilidade associada a um centro de baixa explodiu no domingo sobre o norte da Argentina e sul do Paraguai, avançando para o RS.Como já havia sido adiantado aqui a região de São Gabriel teria apenas nebulosidade sem chuva, e quanto ao norte a chuva poderia alcançar 30mm.
As nuvens mais intensas ficaram no norte do estado onde trouxeram :

*Granizo para Vacaria por volta das 18h40
*Chuva de 26mm em Lagoa Vermelha; 25mm em Cruz Alta; 19mm em Vacaria

Essa semana que começa terá nebulosidade em maior parte dos dias.Amanhã novas instabilidades se formam trazendo chuva para a metade norte do estado.A variação de nuvens segue na quarta, mas é na quinta que os modelos comlocam uma pequena chance de garoa para São Gabriel.Na sexta ar mais seco avança limpando o céu e permitindo que as temperaturas máximas subam mais.Ao longo da semana as máximas seguiram em torno dos 30ºC e as mínimas ficaram por volta dos 15ºC aos 17ºC.
Numa tendência para sete dias os modelos indicam chuva de 10mm até 50mm no norte gaúcho e nada de chuva para a Campanha e Fronteira-Oeste agravando o cenário de estiagem.
Mapa da Estiagem

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Fim de semana traz esperança ao campo

As temperaturas sobem hoje para cima dos 30ºC em grande parte do RS.Em áreas da metade oeste, noroeste e sudoeste gaúcho a nebulosidade será maior devido a atuação de um cavado e de um centro de baixa em território argentino.


Radar na cidade argentina de Paraná indicava núcleos de chuva forte por volta do meio-dia

No entanto a instabilidade caso provoque chuva em território gaúcho esta será localizada e não trará acumulados altos.
A esperança no entanto é maior para domingo quando novas áreas de instabilidade geradas pela baixa pressão avançaram pelo continente.Trazendo chance maior de chuva para a faixa de cidades próximas ao Rio Uruguai e também para o norte do estado onde se espera acumulados maiores de até 30mm.Não se pode descartar chuva na região de São Gabriel com a maior nebulosidade esperada para domingo.
Na segunda o céu ainda segue com bastante nuvens e a miníma varia 2ºC perto aos dias anteriores com o ar mais seco que avança.As máximas também sofrem uma pequena queda, mas ainda variam perto dos 30ºC.


Previsão para a região

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Em 1 ano quanta diferença

Novembro de 2009 foi marcado pelos temporais em todo estado e por elevado volumes de chuva que ultrapassaram 600mm em Quaraí, Bagé e São Borja e ficaram na casa dos 500mm nos resto da Campanha e da Fronteira Oeste.
Com o fenômeno El Niño houve a formação de uma intensa corrente de jato que trazia ar quente e úmido da Amazônia para o sul do país.Com o aumento da umidade e com o calor que já mais frenquente nesta época do ano, frentes frias se intensificavam ao alcançar o estado, CCM's se formavam com frequência e núcleos isolados se formavam trazendo chuva torrencial e temporais.
O resultado de tal combinação se deu com vendavais, granizo, chuva torrencial e tornados em território gaúcho.



Anomalia de temperatura do Pacífico Equatorial em novembro de 2009





Mas no outono de 2010 o El Niño enfraqueceu muito dando lugar ao La Niña que favorece a entrada de massas de ar polar tardias, tempertauras no verão abaixo da média e secas.
Com a diminuição da umidade a chuva tem sido de pouco ou de nenhum acumulado na Campanha o que precocupa tanto agricultores quanto pecuaristas.A presença de ar mais frio em camadas mais altas da atmosfera favorece a ocorrência de granizo que causa danos nas lavouras.
Outros efeitos do La Niña são a diminuição do número de temporais, mas aumento do potencial destruitivo destas tempestades.Além da dimunuição das chuvas na primavera e secas no verão que podem ser prolongadas.Mas sem descartar casos de chuva intensa e dias de temperatura acima dos 36ºC.




Anomalia de temperatura no Pacífico na última semana


Os efeitos do La Niña já são sentidos no estado, e alguns modelos chegam a sugerir que o Pacífico seguira com águas frias durante todo ano de 2011, mas alguns modelos indicam aquecimento das águas equatoriais, indicando um cenário de neutralidade ou de El Niño apartir da primavera de 2011.



Em 1 ano a variação de temperatura no Pacífico teve influência direta no clima do RS.Em 2009 do dia 1º até o dia 17 a chuva já alcançava mais de 200mm na faixa central do estado e já passava os 250mm no extremo-oeste e sudoeste do estado.

Já em 2010 neste mesmo perío de 1º a 17 de novembro os maiores acumulados se concentram na região da Serra, Metropolitana e Sul do estado.Mas em áreas da Fronteira e da Campanha a chuva acumula no máximo 20mm.

O destaque de novembro é a má distribuição destas chuvas. Em pouco mais de 24h a formação de um ciclone subtropical no sul do estado trouxe acumulados de 240mm em Pedro Osório enquanto ao longo de todo mês a chuva acumulou somente 3mm em Bagé.

Chuva em novembro de 2009 , do dia 1º ao dia 17:

  • São Borja..................................374,0mm
  • Uruguaiana.............................356,0mm
  • Rosário do Sul.........................353,5mm
  • Bagé..........................................346,0mm
  • Quaraí......................................340,0mm
  • São Gabriel..............................330,5mm
  • Livramento.............................287,0mm
  • Pedro Osório...........................269,0mm
  • Canela......................................263,0mm
  • Jaguarão..................................234,0mm
  • São Sepé..................................229,0mm
  • Santa Margarida do Sul.........220,5mm
  • Vila Nova do Sul......................188,0mm
  • Alegrete....................................175,0mm
  • Vacaria......................................118,0mm
  • Caxias do Sul...........................106,0mm



Chuva em novembro de 2010, do dia 1º ao dia 17

  • Pedro Osório...........................250,0mm
  • Vacaria.....................................128,0mm
  • Jaguarão....................................90,0mm
  • Canela........................................90,0mm
  • Chuí............................................57,0mm
  • Quaraí.........................................26,0mm
  • Santa Maria...............................23,0mm
  • Alegrete.....................................22,0mm
  • São Borja....................................15,0mm
  • Uruguaiana................................13,0mm
  • São Gabriel.................................12,5mm
  • Rosário do Sul.............................12,0mm
  • Vila Nova do Sul...........................7,0mm
  • São Sepé........................................5,0mm
  • Bagé...............................................3,0mm
  • Santa Margarida..........................1,0mm

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Granizo acumula e causa danos na região Sul

O avanço de ar quente do norte junto com a circulação de umidade criou um cenário propicio para formação de nuvens de grande desenvolvimento vertical.Junto com ar mais frio acerca de 300hPa favoreceu o congelamento das partículas de água.
O cenário explosivo e a influência de um centro de baixa no sul do estado favoreceu então o surgimento de células de tempestade apartir do Paraguai e da província argentina de Missiones.Tal instabilidade avançou para leste e sudeste atingindo a Serra Gaúcha e o Planalto Médio.Atingindo também o sul catarinense.

Granizo em Bom Jardim da Serra-SC
No sul do estado a inflência do ciclone gerou intensa e forte instabilidade que provocau granizo e chuva forte que totalizou 246mm em Pedro Osório.Em Piratini a chuva de granizo durou cerca de 30 minutos.

Animação do radar mostra instabilidade

Satélite MODIS mostra núcleos de instabilidade (que podem ter alcançado 15km de altura) que provocaram granizo avançando em direção ao RS.
A chuva de pedras de gelo atingiu mais de 23 cidades em todo sul:

  • Vacaria
  • Panambi
  • Floriano Peixoto
  • Passo Fundo
  • São Marcos
  • Santo Antônio da Patrulha
  • São Francisco de Paula
  • Pelotas
  • Piratini
  • Getúlio Vargas
  • Palmeira das Missões
  • Gramado
  • Canela
  • Santa Cecília do Sul
  • Marau
  • Carazinho
  • Nova Prata
  • Igrejinha
  • Taquara
  • Rolante
  • Caxias do Sul
  • Nova Petrópolis
  • Tapejara
  • Tuparendi
  • Bom Jardim da Serra-SC
  • Guarapuava-PR


Em Floriano Peixoto o fenômeno chegou a acumular 60cm, em São Francisco de Paula houve acumulação de 20 a 30cm.Em alguns locais da Serra apesar de não houver grande acumulo o próprio tamanho das pedras de gelo causou grande estragos nas lavouras, principalmente nas de fumo.

Imagens do granizo pelo estado ontem:

(Fonte MetSul Meteorologia com fotos de Aldoir Santos/Rádio Fátima, Roberta Borsoi/Correio do Povo, Rafael Cavalli/Jornal de Gramado, Fernando Vieira/Portal Engeplus, Prefeitura de Floriano Peixoto, Prefeitura de Fontoura Xavier, Brigada Militar e twitter de @micheldv e @viniciusribeir)

Dias secos agravam falta de chuva

Ontem áreas de instabilidade trouxeram chuva e granizo no norte e no sul do estado.Segundo dados da Brigada Militar no munícipio de Pedro Ósório no sul do estado choveu 246mm e em Cerrito também no sul a chuva alcançou 150mm.A influência de um centro de baixa perto do Chuí , que pode inclusive evoluir para um ciclone subrtropical, favoreceu a ocorrência de tais acumulados.
Já aqui em São Gabriel, e na região da campanha e sudoeste do estado a seca iminente preocupa tanto agricultores quanto pecuaristas.As chuva irregulares e os dias de tempo seco com a atuação do La Niña no Pacífico já preocupa em visto que o verão se aproxima e os modelos indicam diminuição nos índices pluviométricos em geral (excluindo os temporais localizados).
Mas nos próximos dias não existe a previsão de maiores volumes e nem mesmo entrada de uma massa de ar frio.Com o preomínio do ar seco as mínimas ficaram entorno de 13ºC a 17ºC e as máximas giraram entorno de 30ºC e 34ºC nos próximos dias.A chance de chuva que os modelos apontam é no próximo fim de semana, mas a possibilidade existente é de apenas chuva irregular e localizada.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Há 2 anos tornado atingia São Gabriel

(Clique nas imagens para ampliar)


Em 6 de novembro de 2008, o ar quente e úmido de origem tropical provocou chuva pela madrugada e durante a manhã do dia 6 trouxe núcleos isolados de chuva.Sendo que um deles atingiu São Gabriel.
A baixa pressão atmosférica pela manhã junto com as temperaturas acima dos 25ºC mesmo com céu fechado favoreceram a formação de tal área de instabilidade.
Por volta das 10 e 30 minutos a chuva forte atinge a cidade São Gabriel.Estação do Inmet localizada na parte leste da cidade indica 11mm em apenas 1 hora, mas na parte oeste da cidade e no centro a chuva intensa trouxe alagamentos e mais de 40mm em menos de uma hora.
A mesma estação do Inmet localizada próxima ao Rio Vacacaí não registrou vento maior que 30km/h, mas em uma pequena faixa no outro lado da cidade o vento foi intenso a ponto de provocar destelhamentos e danos.
A área afetada começa próximo a Urbano Agroindustrial, seguindo pelo Bairro Trinidade e Cidade Nova.Atingindo inclusive a Escola Marques Luz, o quartel do 9º RCB e mais de 50 casas.
Danos em áreas tão localizadas são condizentes com um tornado F0 com velocidade variando de 65 a 118km/h.Mas o que confirma que o fenômeno atingiu a cidade foi o relato de um morador que disse ter visto um “cone” descendo do céu.


Em comentário ao site da Metsul, Leonardo Franco Pereira comentou sobre o ocorrido

Imagem de satélite não indicava topo muito frio nas nuvens naquele instante...
...mas imagens de radar mostram núcleos de chuva mais forte (apontado com uma flecha)
Um dos principais jornais da cidade chegou a publicar que um “mini-ciclone” teria atingido 50 casas, um erro comum quanto a identificação de um tornado.
A RBS TV em seu jornal das 19h também noticiou o temporal em São Gabriel.
video

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...